terça-feira, 23, julho, 24
InícioBRASILNutricionista que “montou” em homem sem calcinha desabafa: “Errei”; caso aconteceu em...
- ANÚNCIO - https://www.iguassu.com.br/para-visitantes/

Nutricionista que “montou” em homem sem calcinha desabafa: “Errei”; caso aconteceu em Foz do Iguaçu

A nutricionista também menciona o desempenho ao imobilizar o rapaz dizendo que não é faixa preta no jiu-jítsu, mas tem faixa marrom no judô

Fonte: Site Metrópoles

Em um vídeo publicado no Instagram, na noite dessa quinta-feira (07), a nutricionista e modelo fitness Katiuska Glesse desabafou sobre fato ocorrido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Foz do Iguaçu. Trajando vestido curto e sem calcinha, a profissional aparece na gravação montada em um homem e desferindo vários socos no rosto dele.

A briga foi registrada por testemunhas, e o vídeo viralizou nas redes sociais. No relato, a loira relata fazer uso de medicamentos. Afirma ainda que estava embriagada e admite ter errado.

“Infelizmente, tenho que me retratar, já que fui exposta nacionalmente. Me defendi e, infelizmente, estava alcoolizada e misturei remédio com bebida alcoólica. Venci um relacionamento tóxico e agora estou superando a morte de um dos meus buldogues. Todos erram e, infelizmente, eu errei”, explicou no vídeo de 49 minutos.

A nutricionista chega a dizer que leu comentários feitos nas páginas do Metrópoles e esclareceu alguns pontos levantados por internautas: “O vestido era midi, até o joelho. Pela modelagem, foi feito para usar sem calcinha. Todos sabem que, quando se imobiliza alguém no chão, o vestido sobe”, pontuou.

Sobre as críticas de português referentes à sua fala no flagrante feito na UPA, a modelo explica que estava embriagada e conversando “enrolado”. “Fiz curso de direito, trabalhei no governo do Paraná e até na Polícia Civil. Não estou aqui querendo fama, isso eu já tive, já participei de reality”, desabafou.

No vídeo, Katiuska Glesse também menciona o desempenho ao imobilizar o rapaz. Ela disse que não é faixa preta no jiu-jítsu, “mas tem todas as modalidades do judô, faixa marrom”.

Flagrante

Na gravação que dominou as redes sociais, a mulher apresenta sinais de embriaguez e fala arrastada no momento em que agride a vítima. Supostamente, Katiuska acusa o homem de ter “roubado suas coisas”. Mesmo após ter sido jogado no chão e levar murros, ele parecia “satisfeito” e sorria enquanto era surrado pela loira.

Com as partes íntimas à mostra e os seios “pulando” do vestido, a mulher grita que “quer que as coisas dela sejam devolvidas”. Segundo testemunhas que estavam no local, a agressora se apresentava como nutricionista.

Veja imagens do barraco em frente a uma UPA de Foz do Iguaçu:


- Envie um whats para nós! - Encontrou um erro? Tem mais detalhes? Ou aconteceu algo e quer compartilhar? Entre em contato com a redação pelo whatsapp: clique aqui

- Receba a notícia quando ela acontece no nosso grupo 📱🤳🏻 👉 https://is.gd/2nA6u1

- ANÚNCIO -spot_img
- ANÚNCIO -spot_img
RELACIONADAS

ÚLTIMAS

Google Notícias Ivaiporã Online