30.8 C
Ivaiporã
terça-feira, 27, fevereiro, 24
InícioPOLÍTICAMP Eleitoral do Paraná pede cassação e inelegibilidade de Sergio Moro
-anúncio-spot_img

MP Eleitoral do Paraná pede cassação e inelegibilidade de Sergio Moro

Em uma decisão que pode mudar o cenário político do Paraná, a Procuradoria Regional Eleitoral do estado emitiu nesta quinta-feira (14) um parecer que pode ter implicações significativas para o senador Sergio Moro, do partido União Brasil. A procuradoria posicionou-se favoravelmente à cassação do mandato do ex-juiz e à sua inelegibilidade, apontando irregularidades durante a pré-campanha eleitoral de 2022.

O centro dessa controvérsia gira em torno das acusações feitas contra Moro e sua chapa em duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs). As alegações incluem práticas de caixa dois e abuso de poder econômico, além de uso indevido de meios de comunicação social. Estas acusações têm sido um ponto de discórdia e debate no cenário político local.

Em defesa, Sergio Moro apresentou seu depoimento no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná no dia 7 de dezembro. Nessa ocasião, o senador refutou as acusações, classificando-as como “levianas” e criticando a natureza das ações movidas contra ele. Sua defesa tem sido firme na negação de qualquer irregularidade.

A virada no caso veio com o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral, liderada pelos procuradores Marcelo Godoy e Eloisa Helena Machado. Eles descartaram as acusações relacionadas ao uso indevido de comunicação social e ao caixa dois. No entanto, foi a questão do abuso de poder econômico que se destacou em suas conclusões. Os procuradores identificaram um gasto significativo de pelo menos R$ 2 milhões durante a pré-campanha, com investimentos provenientes tanto do partido Podemos quanto do União Brasil.

Esta decisão da procuradoria não apenas destaca a complexidade e os desafios enfrentados no combate à corrupção eleitoral, mas também sinaliza um possível ponto de virada na carreira política de Sergio Moro. Ainda que a decisão final sobre a cassação e a inelegibilidade recaia sobre o Tribunal Regional Eleitoral, o parecer emitido pela Procuradoria Regional Eleitoral do Paraná é um indicativo forte da direção que o caso pode tomar.


- Envie um whats para nós! - Aconteceu algo e quer compartilhar? Entre em contato com a redação pelo whatsapp: clique aqui

- Receba a notícia quando ela acontece no 📱🤳🏻 👉 https://is.gd/2nA6u1

RELACIONADAS

ÚLTIMAS

Google Notícias Ivaiporã Online